terça-feira, 13 de novembro de 2012

Quais os maiores furacões da história?




Caribe, América Central, EUA e Canadá estão entre os países mais afetados por esse tipo de fenômeno. Vamos conhecer os maiores furacões da história:



1 – Keith – Esse furacão aconteceu no Atlântico no ano 2000. Ao chegar ao noroeste do Mar do Caribe, ele atingiu a categoria quatro na escala de Saffir-Simpson, que vai até cinco. O furacão provocou prejuízos em países como México, Belize, Honduras e Nicarágua. 40 pessoas morreram durante a passagem do Keith.

2 – Allison – Aconteceu no Atlântico em 2001. Allison atingiu a cidade americana de Houston, no Texas, depois o centro do Estado, e depois seguiu para o Estado da Louisiana e a costa sudeste do país. 55 pessoas morreram.

3 – Michelle – O furacão aconteceu em 2001, entre os meses de outubro e novembro. O furacão causou estragos em países da América Central, como Honduras, Cuba, Nicarágua e Jamaica. 17 pessoas morreram e 26 pessoas ficaram desaparecidas.

4 – Isidore - Atingiu o oeste de Cuba em setembro de 2002. Também atingiu o norte da península de Iucatã, no México; Louisiana, nos Estados Unidos e Jamaica. Os prejuízos chegaram a US$ 330 milhões.

5 – Lili – Atingiu os Estados Unidos em 2002 e também passou pelo oeste de Cuba, pelas Ilhas Cayman e o Golfo do México. 15 pessoas morreram.

6 – Fabian – O furacão atingiu as Bermudas em 2003. 8 pessoas morreram. Os prejuízos foram calculados em US$ 300 milhões.

7 – Isabel – Aconteceu em 2003 e alcançou a categoria cinco. Atingiu o nordeste da Carolina do Norte, Maryland, Virgínia, Pensilvânia, Nova York, New Jersey, Delaware e West Virginia. Pelo menos 50 pessoas morreram.

8 – Juan - Atingiu o sul da costa atlântica do Canadá em setembro de 2003. Oito pessoas morreram e os danos foram estimados em US$ 300 milhões.

9 – Charley – Atingiu a costa sudoeste da Flórida. 20 pessoas morreram nos Estados Unidos, Cuba e na Jamaica. O prejuízo foi de US$ 14 bilhões.

10 – Ivan – Aconteceu em 2004, e atingiu o Texas; nos Estados Unidos, a Jamaica, as Ilhas Cayman, a República Dominicana, a Venezuela e Cuba. 92 pessoas morreram. Os prejuízos são estimados em cerca de US$ 14,2 bilhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário